Kotler pode ser polêmico

Kotler é sempre Kotler...E ele esteve em São Paulo, a convite da HSM Educação. Mesmo com 81 anos, o grande "guru do marketing" continua em plena forma.

No evento HSM em SP, falou sobre a necessidade de inovação, fez o elogio do fracasso, da mentalidade do Vale do Silício de que iniciativas inovadoras precisam de apoio mesmo que não deem resultado imediato. “Agora, o lema de muitas grandes empresas para os funcionários é ‘Fracassem, e fracassem rápido.’”

Abaixo, alguns trechos sobre a palestra que Philip Kotler deu no evento da HSM.

A estratégia está morta? Kotler abriu falando sobre Lovemarks, livro de Kevin Roberts, principal executivo da Saatchi & Saatchi, peso pesado do marketing e da publicidade mundial. O ponto básico de Roberts: estratégia, administração e marketing estão mortos. “Ele é um cara de propaganda, então tem a tendência a exagerar para atrair atenção que é da natureza da propaganda. Por que a estratégia está morta? A resposta dele é que o mundo é tão incerto que você não tem como planejar. Não acho que seja exatamente assim, mas lembrem-se: dias atrás não sabíamos se a Grécia iria para a direita ou esquerda. Se os gregos tivessem ido para a esquerda , provavelmente a Europa estaria pegando fogo.”


Administradores demais?
“Quando Roberts diz que a administração está morta, isso deve ser assustador para vocês, que estão sendo treinados para serem melhores administradores. Acho que o que ele quis dizer – Roberts nunca explicou – é que o conceito velho da companhia como uma operação militar morreu, que é o do executivo principal como um general, seguido por coronéis e tenentes. Será que precisamos de tantos administradores no negócio? Em algumas companhias agora não há tantos administradores, todo mundo sabe o que precisa fazer. Uma vez que conversem e definam objetivos, as pessoas não precisam do middle management. Muitas companhias estão se tornando planas de alguma forma, porque a ideia da hierarquia top down está ultrapassada.”


Marketing de precisão.
“Deixem-me falar sobre o insulto de que o marketing morreu (risos). Acho que isso se aplica ao velho modelo no qual você usa ferramentas tradicionais, rádio, TV e mídia impressa para alcançar o consumidor. Exceto pela Coca-Cola e algumas poucas outras empresas, o marketing de massa está morto. Você tem de ser bom no que chamo de micromarketing. Com a internet, cada um de nós tem um padrão pessoal de consumo de mídia. Em vez de desperdiçar dinheiro no marketing de massa, o melhor é que eu conheça os hábitos de consumo de mídia do meu público. Estamos nos movendo para o mundo do marketing de precisão.”



Inovação.
“Estamos num mundo hipercompetitivo, no qual você precisa construir duas coisas: um excelente sistema de defesa e um plano de ataque. Você tem de ser muito bom na defesa do core da empresa, do seu negócio principal, e ser bom no ataque, na inovação. Ninguém vai achar muito excitante um executivo que se limita a defender seu negócio, você não vai ser recompensado por isso. Precisa ter um plano de crescimento. E toda fatia de mercado que você ganha vem de outra empresa. Então, não basta fazer inovação ocasional. Tem de fazer inovação contínua.”


Fail is beautiful.
“Esteja preparado para o fracasso se você vai realmente se dedicar à inovação e não penalize quem falha. Normalmente as empresas penalizam quem não consegue atingir um determinado objetivo. Agora, o lema de muitas grandes empresas para seus funcionários é ‘Fracassem, e fracassem rápido.’ A tese é de que, se em uma em dez vezes o objetivo for atingido, isso vai cobrir todo o custo.”


Canibalização.
Vejam o caso da Kodak, aquele fabricante da caixinha amarela que tinha um negócio chamado filme dentro. Por que ela não virou a Apple?Porque tinha muito investido no velho negócio. Esse é o perigo. Estar em uma companhia que já construiu uma estrutura para atender seu público e não quer abrir mão dela. E aí alguém numa garagem, um Steve Jobs, cria algo que é melhor do que o seu sistema. É a destruição inovadora, quando uma tecnologia melhor aparece. Você precisa antecipar o que essa tecnologia vai fazer e tomar o grande passo de canibalizar antes seu próprio negócio. O problema é que nenhuma companhia quer fazer isso.”

Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,fracassem-rapido-diz-kotler-guru-do-marketing,891500,0.htm

Livros de Kotler


Administração de Marketing
Quando a primeira edição deste livro foi publicada, em 1967, lançou conceitos inovadores que mudaram o modo como as pessoas viam o marketing. Mais de 40 anos depois, ao conseguir se manter sempre atualizado por meio de novas edições, acompanhando as mudanças no mercado e adaptando-se a elas, esta obra de Philip Kotler exerce uma das premissas básicas do marketing: a inovação constante.
Administração de marketing é o livro de referência da área em todo o mundo.

Compre na Livraria Cultura por R$ 183,00
Marketing Para o Século 21 - Como Criar, Conquistar e Dominar mercados
Por intermédio dos profundos ensinamentos de Kotler, você vai atualizar rapidamente seus conhecimentos sobre os novos desafios e oportunidades apresentados pela globalização e pelo aumento da competição. Neste livro você vai descobrir as novidades sobre os novos campos do marketing, desde a conquista da fidelidade dos clientes até a construção do patrimônio de marca, passando pela influência da internet e do computador pessoal nos hábitos de compra.Além disso, Marketing para o Século XXI traz as 14 questões mais frequentes dos administradores ao longo de todos os seus anos como palestrante.Compre na Livraria Cultura por R$ 64,90

Share:

0 comentários